terça-feira, 17 de maio de 2011

Oxi, um novo alerta sobre drogas



Segundo a revista Veja, desde a década de 1980, o Oxi, droga mais letal que o crack, tem entrada e circulação livre pelo país no estado do Acre. A droga que é uma mistura de pasta-base de cocaína, querosene e cal virgem, é vendida em formato de pedra com o preço médio de R$2,00 a unidade e vem se firmando como novo pesadelo na sociedade. Pedras de Oxi já foram apreendidas em praticamente todas as regiões do país, o que aciona o alerta máximo das autoridades policiais e de saúde pública, já que essa droga é mais devastadora que o crack, tem preço menor, vicia mais facilmente e mata um terço de seus consumidores no período de um ano, conforme estudo realizado pela da Associação Brasileira de Redução de Danos.

A droga provoca no usuário o dobro do efeito de euforia produzido pelo consumo de cocaína, efeito esse que passa muito rápido, por isso gera o vício. Compulsão combinado com preço acessível, o prejuízo é quase certo.

Foto: Natalia Cuminali / Veja

Até o momento não se tem muita informação sobre os hábitos de consumo da droga, mas estima-se que assim como o crack, a droga ataca em todas as classes sociais, e não só nas camadas mais desassistidas, como se poderia deduzir. Sobre seus efeitos, sabe-se que, por causa da composição mais "suja", formada por elementos químicos agressivos, ela afeta o organismo mais rapidamente. São comuns reações como vômito e diarréia, aparecimento de lesões precoces no sistema nervoso central e degeneração das funções hepáticas.

Informação nunca é demais. Fique longe desse veneno e viva No Stress.

Nenhum comentário:

Postar um comentário