sexta-feira, 6 de maio de 2011

Agapan, 40 anos em defesa do meio ambiente




Lutas contra os agrotóxicos, as usinas nucleares e a devastação da Amazônia marcam a história da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan) desde a década de 70. A Agapan foi a primeira entidade ecológica da América Latina e uma das primeiras em âmbito mundial. Pioneira na abordagem e no debate ambiental, foi declarada de utilidade pública estadual e municipal. É uma das mais importantes entidades ambientalistas do Rio Grande do Sul e das mais respeitadas no Brasil e em vários outros países. Completou 40 anos no dia 27 de abril de 2011.

A trajetória da Agapan começou no combate às podas indiscriminadas das árvores de Porto Alegre e no incentivo à criação de praças, parques e reservas. Também foi marcada pelas campanhas contra a caça indiscriminada, a devastação da Amazônia e as queimadas. Suas ações, como a defesa das árvores urbanas, com a subida na tipuana da avenida João Pessoa para impedir seu corte, pelo militante Carlos Dayrell, nos anos 80, é emblemática. Naquela década, durante a campanha de redemocratização do Brasil, a pressão do movimento ambiental, inclusive gaúcho, garantiu, em 1988, a introdução do capítulo de Meio Ambiente na Constituição do Brasil. É nessa Lei que estão importantes instrumentos para a política urbana, como o zoneamento ambiental, as zonas especiais de interesse social, o referendo popular ou plebiscito e o impacto de vizinhança.

[Leia mais no site]

Nenhum comentário:

Postar um comentário