quinta-feira, 24 de março de 2011

O relógio do cérebro


Você já ouviu falar em relógio biológico, certo? E você sabe que cada organismo reage de forma diferente à quantidade de estímulos a que é submetido, ou a quantidade de horas em que repousa por dia. Mas será que existe uma regra para determinar em que horas nosso cérebro está mais “alerta”?

Durante o dia nosso cérebro apresenta diferentes níveis de atenção. Como somos bombardeados com estímulos o tempo todo, fica difícil perceber, mas existem momentos que você rende menos. Esses momentos variam de pessoa para pessoa. Não existe uma regra que determine os horários para seu cérebro render mais.


Atividades como dormir, acordar e liberar certos hormônios, são influenciadas pela luminosidade, ingestão alimentar e atividade física, independente do horário. Especialistas comentam que não existe uma regra geral, aplicável a todos os indivíduos para determinar os melhores horários de funcionamento do cérebro. No entanto, sabe-se que nossa espécie é diurna. "Noite e madrugada não são propícias para provas e competições, tarefas que exigem o máximo do organismo. O melhor desempenho físico, em geral, é atingido entre 16h e 20h", diz o especialista Fernando Louzada.

Para descobrir os melhores horários para o SEU cérebro, não há fórmula mágia: é necessário auto-conhecimento, observação e avaliação de como a pessoa se sente ao realizar suas atividades em horários diferentes.

Fonte: http://ow.ly/4bzvo (Revista Galileu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário