terça-feira, 29 de março de 2011

Carro elétrico também polui



Quando parece que a humanidade está mais próxima de achar uma solução para a emissão de poluentes vindos da queima de combustível nos carros, surgem novas polêmicas. Há alguns meses uma montadora de veículos lançou um carro elétrico com uma simpática propaganda. Nela um urso polar saía de sua geleira para abraçar o comprador de um carro elétrico. A mensagem do anúncio é clara: carros elétricos poluem menos, por tanto, seu uso traz benefícios ao meio ambiente.

A propaganda é ótima, mas a polêmica está no fato de que para produzir a energia que abastecerá o carro elétrico, também será gerada poluição. Segundo o engenheiro mecânico Francisco Nigre, boa parte da energia da energia dos Estados Unidos é gerada por termoelétricas que queimam carvão mineral. Isso significa que o veículo elétrico não emite gases tóxicos, mas gera CO₂ indiretamente e à distância através das usinas. Isso nos dá a sensação de que não estamos poluindo.


Para determinar as vantagens do carro elétrico é preciso considerar toda a cadeia produtiva da energia. O Professor Rubens Dias da UNESP de Guaratinguetá explica que o automóvel normal aproveita de 25% a 27% do combustível fóssil. O restante é convertido em gases tóxicos e calor. Um carro elétrico aproveita até 90% da energia e por isso é considerado menos poluente do que o convencional, mesmo se considerarmos o processo de geração dessa energia, que produz poluição.


Video Reprodução YouTube

As pesquisas e as discussões sobre meios de transporte mais limpos continuam. Mas uma coisa é certa, não podemos nos iludir ao pensar que os carros elétricos não geram poluição.

Pesquisa: Revista Galileu / Carros Ribeirão Preto

Um comentário:

  1. Mesmo que a produçao de energia venha pela queima de carvão, ainda é 2,4 vezes menos poluente que motores à combustão. veja: http://eco4planet.uol.com.br/blog/2009/09/nao-carros-eletricos-nao-poluem-mais-que-os-carros-atuais/

    ResponderExcluir