quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Você gosta de química?

Para a galera que está nas fases finais do colégio, pouca coisa é mais terrível que os complexos diagramas de química orgânica. Quem nunca se perguntou “qual a utilidade disso na vida real?”

Ricardo Ferreira, químico recém formado, aos 21 anos, sabe. Ao realizar um estágio na UCLA (Universidade da Califórnia, Estados Unidos), surpreendeu seus professores com suas anotações sobre cristais, uma espécie de pó, capaz de absorver gás carbônico da atmosfera.


Até aí, nenhuma grande novidade, já que esses cristais já são conhecidos e já são utilizados em alguns escapamentos de carro e chaminés de usinas termoelétricas para reduzir a poluição do ar.

Mas a pesquisa de Ricardo apontou cristais quatro vezes mais eficientes, capazes de separar os gases tóxicos e ainda consumindo menos energia do que os cristais já conhecidos.

Química demais para sua cabeça? Para o mundo também. Por isso, a pesquisa de Ricardo ganhou reconhecimento na revista Science, um dos periódicos científicos mais respeitados do mundo.

Que bom que existe gente boa em química no mundo, não é?

Nenhum comentário:

Postar um comentário