segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Guerra ao Stress

Um esporte que envolve estratégia, pontaria, atenção, agilidade, espírito de equipe e muita adrenalina.

O Paintball chegou ao Brasil na década de 90 e vem crescendo muito em número de praticantes que buscam uma forma saudável de liberar as tensões do cotidiano com muita aventura nas simulações de batalha e nos disparos de cápsulas de tinta.

Foto Divulgação CSP

Embora pareça perigoso, o Paintball é um esporte seguro pois os equipamentos de segurança são itens absolutamente obrigatórios, como a máscara para proteger os olhos e a cabeça.

As armas funcionam com ar comprimido (CO₂) e as cápsulas de tinta são de gelatina, (a mesma gelatina que serve para fazer cápsulas de medicamentos),e a tinta é biodegradável e atóxica.

Tânia Huamani é entusiasta do esporte. Ela é organizadora do CSP - Circuito Sul-Americano de Paintball, série de torneios que existe desde 2005 com etapas em países como Brasil, Argentina, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela e Aruba. A modalidade praticada é o X-Ball Race to 4, game que termina quando uma das equipes faz 4 pontos ou ao final de 7 minutos.

Foto Divulgação CSP

Cada ponto é conquistado quando um dos times pendura a bandeira na base adversária.
Existem outras modalidades de Paintball, como o jogo com cenário e o Speedball, tudo com regras, juízes e é claro muita torcida do lado de fora do campo de batalha.

É uma forma de declarar guerra ao stress e extravasar de forma saudável. “Imagina sair correndo pelo campo sem saber onde estão escondidos seus adversários, prontos para enchê-los de tiros coloridos. Isso faz o coração acelerar a mil!” - comenta Tânia.

A organizadora do Circuito Sul-Americano ainda observa que o esporte pode manter os jovens afastados das drogas e mais unidos as suas famílias, pois o jogo pode ser praticado por todos os membros da família.

Foto Divulgação CSP

Quer mais informações sobre o esporte? Acesse o site do CSP e declare guerra ao stress.


Nenhum comentário:

Postar um comentário