segunda-feira, 10 de maio de 2010

Rugby – a próxima Paixão Nacional

É muito difícil que o futebol deixe o lugar mais alto do pódio no coração do brasileiro. Mas existe um esporte em plena ascensão no país, o Rugby.

Paula Medeiros tem 27 anos, e desde 2003 pratica o Rugby no Charrua, primeiro clube dedicado ao esporte no Rio Grande do Sul.

Formada em Educação Física, Paula dá aula na Escolinha de Rugby do Charrua, atendendo público misto, dos 7 aos 15 anos. Ela foi apresentada ao esporte por um vizinho uruguaio, onde a atividade é mais difundida e popular.“Ele mostrava vídeos, falava sobre o jogo. Acabei assistindo aos treinos e passei a praticar”.

Paula Medeiros, acompanhando o treino das colegas no Charrua. Foto: Tiago Zaniratti

O que chamou a atenção de Paula no primeiro momento foi o contato corporal e certa dose de agressividade, naturais do jogo. “É um jogo diferente. Podemos usar as mãos, os pés, os ombros. É permitido derrubar o adversário”.

Contato físico é permitido no Rugby. Mas nada de violência. Foto: Tiago Zaniratti

Para quem pensa que o Rugby é um esporte violento, a atleta contesta: “O Rugby é um esporte apaixonante, as pessoas são unidas de verdade. Existe uma espécie de terceiro tempo onde os jogadores que se enfrentam no gramado, confraternizam juntos. Costuma-se dizer que no Rugby joga-se com o adversário e não contra ele. Isso é um hábito comum em todas as categorias e em todos os países. É um jogo para amigos".

Treino pesado no campo, amizade fora dele. Foto: Tiago Zaniratti

O clima do clube é muito familiar, todos são amigos, conhecidos ou parentes. Um acaba convidando o outro, que também convida mais um amigo para compor os treinos e assim vai. O espaço dos treinos é alugado junto a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e os membros do clube pagam mensalidade para treinar e manter a organização.

Para Paula, o Rugby brasileiro está no seu melhor momento. “Com a volta do esperte ao rol dos esportes Olímpicos, o país começa a reforçar sua organização para tornar-se competitivo.” Mas nada é do dia para noite. Sua expectativa é que para o Pan-Americano de 2015 o Brasil esteja ocupando o pódio.



Curioso sobre o esporte? Acesse o site da Confederação Brasileira de Rugby. Para entrar no clima, que tal uma camisa inspirada no esporte?


Coleção Feminina da NO Stress inspirada no Polo e no Rugby

Nenhum comentário:

Postar um comentário